05/12/2019 às 08:43, Atualizado em 05/12/2019 às 09:54

Escola de Anaurilândia recebe premiação do Concurso Agrinho 2019

Cb image default
Divulgação

Aconteceu nesta terça-feira (03), em Campo Grande, a solenidade de premiação do Concurso Agrinho 2019, considerado o maior programa de responsabilidade social do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Mato Grosso do Sul (Senar/MS). Na ocasião, quatro estudantes da Escola Paulo Ney, de Anaurilândia foram premiados.

Este ano, o tema do concurso foi ‘A Tecnologia do Campo Conectada à Cidade’, sendo que, na categoria ‘Experiência Pedagógica’, dos cinco projetos selecionados em Mato Grosso do Sul, três são da Escola Paulo Ney. E na categoria ‘Desenho’, dos cinco projetos selecionados no Estado, um é oriundo da instituição, totalizando quatro trabalhos de Anaurilândia que foram premiados.

Foram premiados:

Categoria Desenho 2ª Ano: Antônia Godoy (4º lugar); Categoria Experiência Pedagógica: Eliane Muchon - coordenadora Gabriela Zandonadi (3º lugar); Maria Floriza Godoy - coordenadora Priscila Pisani (2º lugar); Nayara Cardoso - coordenadora Gabriela Zandonadi (1º lugar). 

Cb image default
Divulgação

Ao todo, foram 55 premiados no concurso organizado em cinco principais categorias, do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

A entrega dos prêmios foi feita pelo diretor-tesoureiro do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni; Sandro Jacob, superintendente do Banco do Brasil; Valdinir Nobre, presidente da Fettar; Lucas Galvan, superintendente do Senar/MS.

"Ver crianças, educadores e escolas engajados no agro, apresentando trabalhos que evidenciam a relevância e inovação do setor, é motivo de orgulho para todos nós. Estamos empenhados no ‘fazer diferente’, em incentivar e projetar a agropecuária sul-mato-grossense a partir da visão da geração futura", afirmou o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Mauricio Saito.

O Agrinho completa cinco anos em Mato Grosso do Sul e nesta edição alcançou 160 mil estudantes de 472 escolas em 72 municípios do estado, disponibilizando oito mil vagas para capacitação de professores. Foram inscritos 2.035 trabalhos. (Com informações do Senar/MS – Sistema Famasul).